O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) apresentou, nesta quarta-feira (27), um pedido de licença do mandato por quatro meses. O afastamento entra em vigor a partir desta sexta-feira (30).

Conforme manda a lei, um suplente irá ocupar a vaga do senador enquanto durar a licença. No caso de Tasso, o suplente é o empresário Chiquinho Feitosa (DEM-CE), que também é cunhado do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Feitosa é irmão de Guiomar Mendes, esposa do ministro. Além do magistrado, o empresário tem uma sobrinha casada com o deputado federal Domingos Neto (PSD-CE).

A posse de Feitosa no Senado está marcada para a próxima quarta-feira (3). Ele deve exercer o cargo até o final de fevereiro de 2022, quando Tasso deve retornar da licença.

MOTIVO DA LICENÇA
Tasso Jereissati decidiu se afastar do cargo para auxiliar o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, para as prévias do PSDB – evento em que o partido irá escolher seu candidato ao Palácio do Planalto.

O mandato do senador cearense acaba em 2022 – e ele não deve disputar a reeleição.

Fonte: Pleno News