O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (27), que, “a princípio”, não vai participar da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-26), que ocorre a partir de 31 de outubro em Glasgow, na Escócia. O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, vai representar o Brasil no evento por uma estratégia do governo, segundo Bolsonaro.

– É uma estratégia nossa lá, que o nosso ministro do Meio Ambiente vai. Já assumimos compromisso e estamos cumprindo – afirmou o presidente em entrevista ao programa Alerta Nacional, da TV A Crítica.

Ele, no entanto, não explicou o porquê ficará de fora da conferência, que deve reunir líderes mundiais na discussão de medidas para reduzir impactos das mudanças climáticas.

Bolsonaro voltou a criticar leis referentes à a Amazônia e culpou o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (sem partido-RJ) por não ter avançado em compromissos que, segundo ele, reduziriam o desmatamento.

– Poderia ter reduzido muito mais se o presidente da Câmara, na época, não tivesse boicotado uma medida provisória nossa que tratava da regularização fundiária – disse o presidente.

*AE

Fonte: Pleno News