O senador Marcos Rogério (DEM-RO) fez uma dura avaliação sobre os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, que tramita no Senado Federal. Um dos poucos nomes da base governista a participar do colegiado, Marcos Rogério teve sua presença marcada na CPI por duros embates com a cúpula da comissão e com algumas das testemunhas.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, nesta sexta-feira (15), o parlamentar acusou a cúpula da CPI de trabalhar para atingir o governo federal.

– Alguém tinha alguma dúvida de que o objetivo número 1 de Renan Calheiros era perseguir o governo Bolsonaro, seus filhos e aliados? Desde o início, esse sempre foi o foco da CPI da Covid, que concentrou os trabalhos em pré-julgamentos, e não em fatos. Não há surpresa, apenas uma triste constatação – afirmou.

 

Marcos Rogério também afirmou que a CPI decidiu “se omitir” sobre outros escândalos de corrupção que ocorreram com os recursos enviados pelo governo federal a estados e municípios. Para o senador, isto foi “uma decisão política do comando da CPI”.

– A CPI poderia fazer um trabalho ímpar no combate à corrupção, investigando os bilhões enviados aos estados e municípios para o enfrentamento à pandemia da Covid-19. Mas em vez disso, optou por se omitir. Foi uma decisão política do comando da CPI, que escolheu proteger os governos estaduais e municipais, enquanto direcionava todo o seu esforço em perseguir o governo do presidente Jair Bolsonaro. Um episódio lamentável que ficará marcado na história do Brasil! – avaliou.

Fonte: Pleno News