A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) usou as redes sociais, neste domingo (18), para fazer um duro discurso contra as acusações que ela tem sofrido de que teria sido “contratada” para trabalhar em favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Em uma série de tuítes, Janaina rebateu as declarações feitas contra ela e disse que já chegou até a ser procurada por pessoas que querem o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, algo que vem sendo constantemente tentado pela oposição ao governo federal.

– Aos palhaços que insistem na tese de que eu teria sido ‘contratada’ para pedir e trabalhar arduamente pelo impeachment do PT, peço que reflitam sobre o número de pessoas que já me procuraram para pedir o impeachment de Bolsonaro – escreveu.

A parlamentar também destacou que há um grande número de poderosos que querem a queda do presidente Jair Bolsonaro. Entretanto, de acordo com ela, sua opção foi ficar longe desses movimentos pró-impeachment que ganharam espaço no Parlamento, inclusive entre integrantes do PSL que já foram apoiadores de Bolsonaro.

– Quem vivenciou aquele período sabe que meu trabalho, minha dedicação e minha convicção foram fundamentais. Tivesse havido qualquer motivação econômica, hoje, eu ficaria bilionária, pois muitos poderosos querem derrubar o Presidente. Mas como amo muito meu País, vou ficar bem longe desses movimentos Pró-Impeachment – afirmou.

A deputada estadual completou dizendo que se os nomes para a eleição presidencial de 2022 forem os mesmos que se apresentam atualmente, ela apoiará o atual presidente em sua reeleição.

Fonte: Pleno News