CPI: Mayra diz que não recebeu ordem para uso da cloroquina

Em seu depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, na manhã desta terça-feira (25), a pediatra Mayra Pinheiro, secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, afirmou que nunca recebeu ordem do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ou do presidente Jair Bolsonaro para defender o uso da cloroquina contra a Covid-19.

Aos senadores, Mayra também disse não saber quem foi o responsável por ordenar ao Exército que ampliasse a produção de cloroquina e afirmou que o ex-ministro da Saúde na época do acontecimento, Luiz Henrique Mandetta, deveria saber tal informação.

– Eu não sei dizer [quem ordenou]. O ministro Mandetta deveria saber. Eu não sei informar – declarou.

Sobre a crise sanitária em Manaus, Mayra afirmou, antes de responder às perguntas dos senadores, que, para vencer a pandemia de Covid-19, “precisaríamos de mais e maiores medidas de produção individual, de vacinas, mas também de medicamentos”.

Fonte: Pleno News