Carlos Bolsonaro critica Sérgio Moro por silêncio sobre inelegibilidade de Jair Bolsonaro

Política Nacional

Rio de Janeiro, 2 de julho de 2023 – O vereador Carlos Bolsonaro, do partido Republicanos-RJ e filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, intensificou suas críticas ao senador Sérgio Moro, do partido União Brasil-PR, pela falta de manifestação após o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que determinou a inelegibilidade de seu pai por 8 anos. A votação da Corte eleitoral ocorreu na última sexta-feira (30), e até o momento, o ex-ministro da Justiça de Bolsonaro não se pronunciou.

No sábado (1º), uma usuária do Twitter compartilhou uma foto de Moro conversando com o ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE, e questionou: “Alguma manifestação do Moro em relação à inelegibilidade de Bolsonaro?”.

Carlos Bolsonaro respondeu à postagem com uma crítica contundente, afirmando: “A terceira via tá chamuscando a beirola”.

Moro, que já foi cogitado como um possível candidato da chamada “terceira via” nas eleições de 2022, abandonou sua candidatura após trocar de partido, saindo do Podemos e ingressando no União Brasil, pelo qual foi eleito senador pelo Paraná.

O ex-juiz, conhecido por conduzir a ação penal que resultou na condenação de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Operação Lava Jato em 2018, teve uma relação tumultuada com Bolsonaro. Após a posse do ex-presidente, eleito após a inelegibilidade de Lula em 2018, Moro foi convidado a assumir o Ministério da Justiça do novo governo. No entanto, deixou o cargo em abril de 2020, alegando interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

No final de 2021, enquanto buscava consolidar sua candidatura à Presidência, Moro lançou críticas aos dois principais adversários da época: Lula e Bolsonaro. Ele chegou a expressar dúvidas sobre se eles aceitariam debater com ele durante a campanha eleitoral do ano seguinte. Após desistir de sua candidatura, entretanto, Moro se reaproximou de Bolsonaro, declarou seu apoio e até participou de debates ao lado do ex-presidente.

A ausência de um posicionamento claro por parte de Moro após a decisão do TSE tem gerado especulações e questionamentos sobre sua postura em relação à inelegibilidade de Jair Bolsonaro. A cobrança de Carlos Bolsonaro nas redes sociais reflete a insatisfação da família do ex-presidente com o silêncio do ex-ministro da Justiça diante desse desdobramento político.

Enquanto o cenário político continua a se desenvolver, com a inelegibilidade de Jair Bolsonaro e a busca por uma nova liderança para a “terceira via” nas próximas eleições, o Brasil aguarda ansiosamente as movimentações e posicionamentos dos principais atores políticos do país.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *