O presidente Jair Bolsonaro (PL) gravou um vídeo para as redes sociais exibindo o quarto em que ficou hospedado na cidade de Imperatriz, no Maranhão, onde compareceu a um evento da Assembleia de Deus nesta quarta-feira (13). Mesmo sem mencionar o nome de seu principal adversário na corrida eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o ato serviu como “indireta” sobre a acomodação utilizada pelo petista em sua estadia em Brasília, esta semana.

A suíte em que o ex-presidente petista ficou hospedado na capital federal, no hotel de luxo Meliá, tem 183 metros quadrados e custa mais de R$ 6 mil por dia. As despesas foram pagas com recursos do partido.

Bolsonaro, segundo o vídeo publicado em suas redes sociais, ficou hospedado no 50° Batalhão de Infantaria de Selva, em Imperatriz. Ele disse ter usado o gabinete do comandante e compartilhado a acomodação com sua equipe de segurança. Segundo o presidente, o custo foi “quase zero”.

– Preço da diária aqui: zero. É o gabinete aqui do comandante do batalhão (…) quase toda a segurança dorme comigo aqui no quartel também, o custo é quase zero. Estamos fazendo a nossa parte aí – disse.

 

A suíte ocupada por Lula em Brasília, segundo anúncio do hotel, é destinada para hóspedes que querem se “sentir especiais”. Tem dois quartos, duas salas, uma cozinha completa, dois banheiros, um lavabo e dois halls. Há, ainda, uma sala de jantar para oito pessoas. A conta da hospedagem deve sair do Fundo Partidário. A socióloga Rosângela Silva, mulher de Lula, conhecida como Janja, se hospedou com o ex-presidente.

O Estadão questionou a assessoria do PT sobre o motivo de Lula ter escolhido a suíte presidencial. Em nota, o partido informou que, durante os deslocamentos do ex-presidente, providencia “locais de hospedagem capazes de atender também a sua equipe de apoio e os dirigentes políticos que o acompanham em suas agendas, com instalações adequadas para receber convidados e realizar reuniões (salas e auditórios)”. Destacou, ainda, que “todas as despesas relacionadas aos deslocamentos de seu presidente de honra são realizadas pelo PT, conforme a lei e rigorosamente informadas à Justiça Eleitoral, que as divulga”.

*AE

Fonte: Pleno News