Nesta terça-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro esteve em São Geraldo do Araguaia, no Pará. Ele foi ovacionado por populares, que o chamaram de “mito”.

O chefe do Executivo esteve no estado para participar de uma vistoria da ponte que ligará Tocantins ao Pará.

Segundo informações da Agência Brasil, cerca de quinhentas mil pessoas devem ser beneficiadas quando o município de Xambioá, no Tocantins, ganhar uma ponte que o ligará a São Geraldo do Araguaia, no Pará.

A estrutura da ponte Xambioá possui quase 1,7 quilômetros de extensão e fica na BR-153. A previsão é que sejam investidos quase R$ 200 milhões. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que acompanhou o presidente na vistoria, destacou a importância da ponte para a rodovia federal.

De acordo com o ministério da Infraestrutura, a obra é uma demanda antiga da população dos dois estados e vai ser a maior ponte do Tocantins. Ainda não há prazo estimado para a finalização, mas quando a ponte ficar pronta a população poderá atravessá-la em alguns minutos. Até agora, para ir de uma cidade à outra, é possível somente de balsa, pelo rio Araguaia, com custo de até R$ 300. No momento a construção está quase 50% concluída.

A cidade de Xambioá fica na margem direita do Rio Araguaia e o nome é de origem indígena, que significa “pássaro veloz”. Está localizada a cerca de 500 quilômetros da capital Palmas. A cidade paraense de São Geraldo do Araguaia fica na margem esquerda do rio.

O governo espera que, além da segurança e mais rapidez para trafegar entre as cidades, a ponte possa estimular o desenvolvimento da região, facilitando o escoamento de bens e reduzindo os custos no transporte de cargas. Com a ponte pronta, também fica mais rápido o acesso à BR-010, importante via de ligação entre a região Norte – principalmente o sudeste do Pará – e o Centro-Sul do Brasil.

Fonte: Pleno News