O jornalista Alexandre Garcia questionou a credibilidade das pesquisas eleitorais após as manifestações realizadas contra o presidente Jair Bolsonaro no sábado (2), em que atos com pouca adesão foram registrados em diversas cidades ao redor do país.

Em sua coluna no site Gazeta do Povo, Garcia citou os atos de 7 de setembro, pró-Bolsonaro, e dos dias 12 de setembro e 3 de outubro, contra o governo federal, e afirmou que fica “imaginando as pesquisas de opinião pedindo pelo amor de Deus para não inventarem mais manifestações. Porque elas estão desmoralizando as pesquisas”.

– O pessoal olha o dia 7 de setembro, olha o dia 12 de setembro, olha o dia 2 de outubro e olha as pesquisas de opinião. Aí a pesquisa fica desacreditada. Tem que pedir para parar com as manifestações senão quem vai contratar as pesquisas de opinião? – comentou.

Na noite de sábado, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que os atos contra o presidente na Avenida Paulista juntaram cerca de 8 mil pessoas. Para efeito de comparação, a pasta de segurança paulista informou que os atos pró-Bolsonaro do dia 7 de setembro teriam reunido 125 mil pessoas.

Fonte: Pleno News