Ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha tem prisão revogada

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), nesta quarta-feira (28), revogou a prisão de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados.

O ex-deputado foi preso preventivamente no âmbito da Operação Lava Jato, em meados de outubro de 2016, por determinação do então juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Não obstante, Cunha se encontra em prisão domiciliar devido à pandemia. Desta forma, a decisão judicial de hoje não altera este status. A corte manteve apenas a proibição de sair do país.

“Finalmente a justiça começa a ser concretizada” — afirmaram os advogados Ticiano Figueiredo, Pedro Ivo Velloso e Rafael Guedes de Castro, que defendem o ex-deputado.

Fonte: G1 e Portal BR7